Matrícula Escolar em Santo André 2020: Como Funciona? Veja Aqui!

O sistema escolar brasileiro tem se modernizado com o avanço da tecnologia. Atualmente, é possível realizar a matricula escolar do seu filho pela internet, diminuindo a burocracia e o tempo de espera nas filas para realizar o procedimento.

Para o ano de 2020, o Ministério da Educação espera que mais 2,5 milhões de pais e responsáveis realizem as matriculas para as escolas estaduais de São Paulo. E em Santo André também já é possível contar com o sistema online. No entanto, para fazer a matrícula em escolas particulares e no ensino superior da cidade, é preciso verificar o procedimento com cada instituição. Confira abaixo como funciona o novo procedimento para matrículas em Santo André para 2020.

Matrícula Escolar Santo André

Como funciona

Para fazer a matrícula dos estudantes em escolas particulares de Santo André é necessário ir pessoalmente até a instituição ou pesquisar no site qual o procedimento. Para ingressar em instituições de ensino superior também é necessário entrar em contato para saber mais sobre a matrícula.

No entanto, para fazer a rematricula em escolas públicas foi lançado um sistema online que tem por objetivo oferecer comodidade aos cidadãos de Santo André.

Pré Requisitos

Para se matricular nas escolas públicas de Sant André, os requisitos são:

  • Estar iniciando a vida escolar;
  • Ser aluno que deseja ingressar ou permanecer na rede municipal de ensino de Santo André;
  • Ser aluno e ter interesse em ser transferido para outra unidade da rede municipal de ensino de Santo André ou de outros estados;
  • No caso de ter abandonado os estudos, demonstrar interesse em retomá-los a partir de qualquer ano letivo;
  • Ser alunos de escolas estaduais, federais ou particulares e que pretendem estudar em escolas municipais; ou,
  • Jovens com no mínimo 15 anos e que desejam se inscrever no EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

A quantidade de vagas oferecidas em cada escola é remanescente e é ofertada a toda a população.

Calendário

A pré-matrícula 2020 para alunos do estado de São Paulo já foram abertas dia 26 de agosto e vão até dia 23 de setembro de 2019 para alunos que já frequentam escolas estaduais. Para estudantes de outras redes, a inscrição ocorre entre os dias 1 e 31 de outubro de 2019.

Como fazer a matrícula

Para realizar a matrícula, são necessárias as seguintes etapas:

  1. Cadastro na instituição estadual ou municipal de ensino.
  2. Inscrição pelo site ou pelo app;
  3. Confirmação da matrícula;

Para fazer a matrícula pelo aplicativo, baixe o app Minha Escola SP, que está disponível para sistema Androide ou iOS. Se preferir realizar pelo site da Secretaria Escolar digital, acesse sed.educacao.sp.gov.br.

Na página do site, clique para se cadastrar use seus dados de login e senha. Em seguida, escolha um tipo de matrícula: “transferência interna”, “alunos novos” ou “vagas remanescentes”. Na tela seguinte, preencha os dados solicitados. Escolha a unidade de ensino desejada pra realizar a matrícula e o ano letivo para o qual o aluno irá estudar. Por fim, clique em ‘ok’. Você irá receber um código de confirmação de vaga reservada para a escola na qual escolheu realizar a matrícula.

Para fazer a rematrícula pelo aplicativo, basta colocar o nome e data de nascimento do aluno. Para fazer a matrícula e se você ainda não possui o cadastro, basta se dirigir até a escola estadual e solicitar na secretaria o cadastramento como responsável e efetivar a matrícula. Você precisa levar o comprovante de endereço, RG ou certidão de nascimento do estudante. Após a atualização cadastral você terá acesso aos aplicativos e poderá acompanhar informações como o calendário escolar, notas e faltas, boletim escolar e outras informações da escola.

Documentação exigida

É obrigatório ir pessoalmente à instituição de ensino para o qual o aluno foi selecionado com os seguintes documentos para efetivar a matrícula:

 

  • Cópia do RG;
  • Cópia do CPF dos pais ou responsáveis pelo aluno e/ou do aluno (quando houver);
  • Requerimento de matrícula preenchido e assinado pelo aluno e/ou responsáveis;
  • Guia de transferência preenchida pela escola de origem (este documento não pode conter rasuras ou emendas);
  • Declaração escolar com validade de até 30 dias;
  • Cópia do comprovante de residência atualizado (com no mínimo 3 meses);
  • Cópia da carteira de vacinação atualizada para alunos da Educação Infantil e dos primeiros anos do Ensino Fundamental;
  • Cópia do cartão do SUS e/ou do Bolsa Família (quando houver);
  • 3 fotos 3×4 recentes do aluno.

 

Gilmar Penter

Fotógrafo, ator e comunicador. Gil é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content